face email

Repensar Macaé apresenta propostas de melhorias para o município

Foram apresentadas 130 propostas, separadas por categorias, que serão direcionadas aos setores responsáveis para executar as ações

Repensar Macaé (1)A segunda etapa do ‘Repensar Macaé’, reuniu dezenas de empresários para debaterem as propostas sugeridas no primeiro encontro. Durante o evento, que aconteceu no Royal Macaé Palace, os assuntos foram separados por tópicos e discutidos em grupos, totalizando 130 propostas, com o objetivo de alavancar o desenvolvimento econômico e social da cidade.

O segmento mais citado foi o Turismo, seguido de Infraestrutura, Suporte e Incentivo de Atração e Retenção de Empresas, Educação e Esporte, Infraestrutura, Gestão Pública, Transporte e Mobilidade Urbana, Tecnologia, Sustentabilidade, Segurança Pública e Agronegócio.

Em cada um destes itens, há propostas de ações para melhor desenvolver cada categoria dentro do município. O presidente do Macaé Convention & Visitors Bureau, Guilherme de Abreu, não se surpreendeu ao ver o turismo sendo o mais citado. “Macaé tem vocação para o turismo, que é a indústria que menos sofre impacto com a crise. E, mesmo precisando ajustar muitos pontos para melhor desenvolver o setor turístico, já vem causando impacto positivo na economia da cidade, principalmente depois da queda do petróleo”, disse.

Na ocasião os grupos segregaram as ações a serem desenvolvidas, onde propostas similares foram reestruturadas, com o objetivo de direcionar para os setores responsáveis. “Esta etapa é muito importante, pois vamos cobrar de quem cabe ser cobrado, seja setor público ou privado”, disse Antonio Severino dos Santos, presidente da ACIM.

O participante do grupo Incentivo de Atração e Retenção de Empresas, Leonardo Dias, do Parque Industrial BellaVista, elogiou a iniciativa e falou da importância da sociedade de se organizar. “Por todo país temos visto ações como esta, trazendo bons resultados. Estamos com excelentes propostas em mãos, agora precisamos implementar e acompanhar as ações”, falou entusiasmado.

Já a empresária, Denise Pinto, do grupo Turismo, destacou a atuação das associações e ressaltou a conscientização da população em também fazer a sua parte e não deixar apenas nas mãos do poder público. “Evento planejado pelo setor privado é muito importante, pois puxamos a responsabilidade também para nós, seja de cobrar ou de realizar. Macaé é uma cidade de grandes vocações e cabe a cada morador, transformar essas oportunidades em em novas realidades”, enfatizou.

‘Repensar Macaé’, foi lançado no final de março deste ano e é organizado pela união das instituições: RedePetro-BC; Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM); Macaé Convention & Visitors Bureau; Conselho Municipal da FIRJAN; SEBRAE; International Association of Drilling Contractors (IADC); e Society of Petroleum Engineers (SPE).

Fonte: Assessoria de Imprensa Macaé CVB

Comente!

*